Semana em 1 Minuto Fechar

Semana em 1 Minuto #87: Rejeição à CPMF, Corte no orçamento, Projeção da inflação, e mais!

13 de setembro de 2019 PatrimonoPatrimono

Se você preferir, pode ouvir este resumo em áudio aqui:

Além disso, você pode ouvir o Semana em 1 Minuto no seu leitor de podcast favorito!

Rejeição à CPMF, Corte no orçamento, Projeção da inflação, e mais. Confira abaixo essas e outras notícias da semana:

Paulo Guedes irá fazer mais cortes no orçamento –
As tesouradas previstas pelo ministro da economia afetarão obras e programas prioritários de diversas pastas da administração pública. O ministério da infraestrutura, por exemplo, terá apenas R$5,2 bilhões para investir, um valor que não é suficiente nem para lidar com o desgaste natural de rodovias e ferrovias do país.

O corte também acontecerá em 55,3% de obras de saneamento planejadas pelo ministério da Saúde, além da diminuição de recursos disponíveis para operações da Polícia Federal.

Tentativa de nova CPMF derruba chefe da Receita –
“Tentativa de recriar CPMF derruba chefe da Receita. Paulo Guedes exonerou, a pedido, o chefe da Receita Federal por divergências no projeto da reforma tributária. A recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação do Presidente.”

Esse resumo dos eventos é, na verdade, um Tweet de Jair Bolsonaro feito na quarta-feira. Com isso, a reforma tributária deve mesmo tomar a cara das propostas discutidas na Câmara e no Senado, com um Imposto sobre Valor Agregado (IVA). Não obstante, matéria da Folha aponta que Guedes ainda teria interesse na criação do Imposto sobre Transações Financeiras, mas com alinhamento prévio com o presidente.

Guedes planeja cortar privilégios nos impostos –
Depois do veto do presidente Jair Bolsonaro à CPMF, o ministro da Economia orientou sua equipe a estudar uma reforma tributária que dê fim a privilégios. Em outras palavras, Guedes estuda dar ênfase à revisão da tributação sobre os mais ricos.

O planejamento atual gira em torno da ampliação da base tributária sobre as altas rendas, e prevê a tributação de dividendos, o limite de isenção para moléstia grave, a redução de descontos e a revisão sobre aplicações financeiras.

Mercado diminui projeção de inflação para 2019 –
De acordo com o Relatório Focus divulgado pelo Banco Central, o mercado reduziu sua projeção de inflação para 2019 de 3,59% na última semana para 3,54%, o que aumenta a possibilidade de que o BC reduza a taxa Selic em sua próxima reunião, quarta-feira da semana que vem.

A projeção de PIB para 2019 permaneceu estável em 0,87% enquanto a projeção para 2020 passou de 2,10% para 2,07%.

Federal Reserve –
O presidente do Federal Reserve (FED), Jerome Powell, declarou que a economia dos Estados Unidos enfrenta uma perspectiva favorável, apesar dos riscos relacionados ao crescimento global mais fraco e à incerteza comercial. Além disso, Powell informou que o banco central dos EUA tem a intenção de fornecer mais estímulos esse ano para fazer frente a esse cenário.

Dessa forma, acredita ser adequada a redução das taxas de juros. Por outro lado, a crescente incerteza a respeito da guerra comercial entre os EUA e a China continua pesando sobre o crescimento global e nos mercados financeiros, sobretudo pelo fato de empresas estarem adiando investimentos neste cenário.

Varejistas perdem R$5 bi com chegada da Amazon Prime –
A chegada do serviço ao Brasil afetou negativamente as ações das varejistas brasileiras, que perderam mais de R$5 bilhões em valor de mercado na B3 em um só dia.

O Magazine Luiza puxou a queda, com perdas de 4,97% no pregão, seguida por B2W (dona de Submarino e Americanas.com, com queda de 4,83%), Via Varejo (3,28%) e Lojas Americanas (3,2%). Em relatório, o banco Goldman Sachs disse acreditar que as concorrentes brasileiras precisarão demonstrar flexibilidade para defender sua posição no mercado diante da gigante americana.

Vendas do varejo superam expectativas em julho –
As vendas do comércio varejista em julho tiveram alta de 1,0% em relação a junho, na série com ajuste sazonal, e surpreenderam os analistas do mercado financeiro, melhor resultado para o mês desde 2013.

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que atribuiu o resultado a evolução gradual do mercado de trabalho e ao avanço do crédito. Julho de 2019 também teve um crescimento de 4,3% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Inteligência artificial exigirá o treinamento de milhões –
Aproximadamente 7,2 milhões de trabalhadores brasileiros precisarão receber treinamento até 2022, devido às mudanças trazidas pela inteligência artificial. A conclusão é de uma pesquisa da IBM, que também destaca que a principal preocupação das empresas é a falta de talentos preparados para lidar com um cenário de produção em que as máquinas ocupam papéis até então inéditos.

As habilidades necessárias serão tanto comportamentais, tais como trabalho em equipe e comunicação, quanto altamente técnicas, como gestão de dados.

Estas foram as principais notícias desta semana.
Ótimo final de semana e até a próxima sexta!


Veja Também