Semana em 1 Minuto Fechar

Semana em 1 Minuto #106: Paulo Guedes critica dólar baixo, Lucro recorde dos bancos, Inflação, e mais!

14 de fevereiro de 2020 PatrimonoPatrimono

Se você preferir, pode ouvir este resumo em áudio aqui:

Além disso, você pode ouvir o Semana em 1 Minuto no seu leitor de podcast favorito!

Paulo Guedes critica dólar baixo, Lucro recorde dos bancos, Inflação, e mais. Confira abaixo essas e outras notícias da semana:

Paulo Guedes critica dólar baixo –
Paulo Guedes afirmou que a alta do dólar não se baseia em um câmbio nervoso, mas trata-se de uma nova realidade. O ministro da Economia defendeu uma taxa de câmbio mais alta – o dólar fechou quarta-feira com cotação de R$4,35. Segundo ele, um valor mais alto da moeda americana é “boa para todo mundo”, uma vez que o dólar mais barato prejudica as exportações e o turismo nacional.

“Não tem negócio de câmbio a R$1,80. Vou exportar menos, em função de importações, turismo, todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia. Peraí. Todo mundo tem que ir para a Disneylândia, mas não três, quatro vezes ao ano”, disse. O ministro aproveitou para incentivar os brasileiros a viajarem de férias para destinos dentro do país. “Vai para a Amazônia, para Foz do Iguaçu”, afirmou.

Grandes bancos têm lucro recorde em 2019 –
Apesar de um desempenho frustrante na economia em 2019 e do aumento na concorrência no setor, os grandes bancos puderam comemorar mais um lucro recorde no ano passado. Os ganhos líquidos combinados de Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco e Santander cresceram 18,4%, para R$86,6 bilhões. Trata-se do maior valor nominal da história.

A retomada expressiva da demanda por crédito, o foco em linhas mais rentáveis e o ajuste nas despesas operacionais são apontados como os principais fatores para o crescimento expressivo, que se repetiu pelo terceiro ano consecutivo. Para 2020, por conta do fim do ciclo de cortes na taxa Selic, das novas regras do cheque especial e de uma carga tributária mais pesada, as expectativas de lucro são mais moderadas.

Inflação em janeiro atinge menor nível desde 1994 –
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, ficou em 0,21% em janeiro, segundo dados do IBGE. Foi a menor taxa para janeiro desde o início do Plano Real, em julho de 1994.

No ano passado, o IPCA ficou em 4,31%, acima do centro da meta para o ano. A desaceleração foi puxada sobretudo pela queda no preço da carne, que recuou mais de 4% no mês, depois de uma alta superior a 18% em dezembro.

Mercado reduz expectativa para inflação –
O mercado reduziu de 3,40% para 3,25% a estimativa para a inflação em 2020, de acordo com o Boletim Focus. É a 6ª queda consecutiva na projeção do IPCA.

O centro da meta oficial é de 4% para este ano. Para o ano que vem, permanece a projeção de 3,75%. 

Banco Central e Dólar –
O Banco Central anunciou uma oferta de até 20 mil contratos de swap cambial tradicional, o que equivale a US$1 bilhão, em oferta líquida desses ativos.

A operação ajudou a baixar o dólar, que chegou a superar a marca de R$4,38 nesta quinta-feira (13) durante os negócios, acabando com sequência de altas. Esse tipo de oferta não ocorre desde agosto de 2018.

Estas foram as principais notícias desta semana.
Ótimo final de semana e até a próxima sexta!

Veja Também